ÁREA TÉCNICA – “FUNDAMENTOS DE JOGO DE 1”. ARTIGO 4

0 102

Dando continuidade ao tema dos fundamentos de jogo de 1, vamos lá clarificar a definição de fundamentos de jogo, um ponto muito importante deste tema que propus falar.

Segundo Adri Martiño, “em nossa metodologia, falamos muito sobre os “fundamentos”, muitas vezes sem deixar claro o que queremos dizer. A intenção é aludir às bases do jogo, ao que serve e sempre se repete. Treinar para os fundamentos implica basear-nos no conceito de que o jogador vale sempre e não focar em interpretações específicas para uma situação ideal. (…).

Note-se que, assim como diferenciamos técnica e tática e deixamos claro que não existe uma sem a outra, todo fundamento é então, ao mesmo tempo, técnico e tático. A totalidade das ações do jogo passa primeiro na cabeça do jogador, que percebe e decide, para depois ser concretizada.”

A progressão dos fundamentos que procuraremos será consistente com os anteriores, ou seja, no jogo de dois aparece como um, no jogo de três o um de um e no de dois etc …

Mas será que o jogo 1 contra 1 é um elemento fulcral em qualquer processo de formação?

Claro que sim, ora vejamos melhor através de um estudo feito em zonas de ocorrência segundo a imagem abaixo indicada:

Segundo estudos relativamente à zona do campo, verificou-se que a maior parte das situações de 1×1 ocorreu na zona 3, enquanto a zona 1 é aquela onde menos vezes o 1×1 é levado a cabo.

As zonas 2 e 4 são zonas razoáveis. A explicação para a baixa percentagem de situações de 1×1 na zona 1, pode ter a ver com o elevado perigo que uma perda de bola nesta zona pode significar, o que leva a que os jogadores optem por soluções táticas menos arriscadas.

Por outro lado, a zona 3 encontra-se já no meio campo ofensivo, onde a relação risco/benefício do 1×1 é mais favorável à equipa atacante.

A partir da análise das zonas de campo, constata-se que o tipo de drible mais utilizado é o de progressão.

Este facto parece indiciar que os jogadores de Futsal entram em situação de 1×1 fundamentalmente com a intenção de ultrapassar o seu adversário.

“NÃO SE JOGA PARA DRIBLAR, DRIBLA-SE PARA JOGAR MELHOR”

Por isso o jogo 1×1 é fulcral desde os petizes até aos seniores, pois há sempre continuidade destes fundamentos de 1.

Três perguntas que me pairam na cabeça:

  • Que tipo de jogadores queremos formar?
  • O que faz a diferença em desempenho?
  • O que condiciona mais o jogo?

E como posso resolver estas três perguntas? É necessário apostar na clarificação de conceitos inerentes ao jogo de 1 contra 1. Perceber que a ação de um/a atacante com ou sem a bola contra um/a defensor/a, ou seja, o confronto de um contra um, é um elemento constante de qualquer conceito de jogo ofensivo.

Mas, um/a jogador/a é competente quando age eficientemente nas diferentes situações que o Futsal lhe representa. Ou que o/ jogador/a ideal é quem interpreta / decide / executa com velocidade. Mas será que chega estas definições? Não e o menos importante é realçar a importância  que devemos e temos trabalhar também a inteligência tática (tomada de decisão seria a capacidade específica do jogador de resolver as situações de jogo propostas (ações do jogo) por meio do uso adequado (escolha consciente) no tempo e no espaço da técnica, tática e estratégia”.

Para finalizar esta ultima frase: toda a atividade do jogo de 1 implica uma tomada de decisões.

No Futsal, chamamos de tomada de decisão a capacidade do/a jogador/a de executar uma ação após alguma escolha consciente de tática ou estratégia.

Também é definido como um processo de seleção de uma alternativa, entre várias outras, com o objetivo de atingir um objetivo específico.

Para finalizar este artigo, deixo a definição de:

  • Destreza tática – é a capacidade do jogador de executar uma ação adequada no jogo aberto (75% do jogo);
  • Destreza estratégica – capacidade de escolher e executar essa escolha corretamente a partir de formações fixas (25% do jogo).

Espero que tenham gostado e até ao próximo artigo!
Por Sara Almeida, treinadora de Futsal Nível 3 – UEFA A

Leave A Reply

Your email address will not be published.